Meditação guiada: como foram os 10 primeiros dias do desafio

Há algumas semanas fiz um artigo contando que ia começar um desafio: praticar meditação guiada diariamente por 30 dias. 

À princípio fiquei com medo de desistir na primeira semana, porque 30 dias pode ser tempo demais pra quem não costuma meditar. Além do mais, sempre achei meditação algo místico, nada a ver comigo. 

Mas depois de 10 dias cumprindo o desafio posso dizer: meditar é mais fácil do que eu pensava. Não precisa sentar em posição de lótus, acender vela e entoar mantras. É mais simples. 

Neste artigo conto como foram as primeiras semanas do desafio e compartilho as meditações guiadas que testei. Todas gratuitas no Youtube. 

O horário para meditar

Testei vários horários e achei mais prático meditar de manhã cedo, antes do dia começar. Acordava, tomava banho e ia direto meditar. Antes de fazer qualquer outra coisa eu já “matava” esse compromisso de uma vez.  

Por outro lado, eu acordo pilhada, com mil coisas na cabeça. Nem bem levantei e já fiz a programação mental do dia inteiro. 

Aí você imagina a dificuldade que foi para me concentrar. Várias vezes, enquanto meditava, pensava na minha listinha de tarefas. É como se a meditação estivesse me atrasando…rs

Nesta semana vou meditar só à noite, antes de dormir. Senti que neste horário meu pensamento fica menos acelerado, por incrível que pareça. É como se eu me permitisse relaxar de verdade, porque o dia acabou. 

A melhor posição

Deitada, pelo amor de Deus. Não tenho flexibilidade para a posição de lótus.

Achei desconfortável demais e não consegui me concentrar. Mas sei que isso é normal no início, então nem insisti e passei logo para outra posição.

Sentei de pernas cruzadas e coluna ereta, mas senti dor nas costas, mesmo colocando uma almofadinha para apoiar a coluna. Por fim eu deitei, porque se for para sentir incômodo, eu faço outra coisa! rsrsrs 

E olha, eu não sabia que podia meditar deitada! Só soube quando os guias da meditação guiada me deram essa opção. Depois fui pesquisar e vi que alguns especialistas, como o Lama Padma Samten, recomendam meditar apenas sentado, porque dá mais estabilidade. Sem contar que as chances de pegar no sono são menores…

Outros, porém, não estabelecem essa regra. O Andy Puddicombe, por exemplo, recomenda uma posição confortável, que você consiga manter sem esforço. Sou mais Andy e por isso deito – e não cochilo, juro. 

A mesma meditação todo dia?

Estou na parte de descobrir o que funciona ou não para mim, então testei várias meditações guiadas. Também variei os propósitos: relaxamento, ansiedade, limpeza energética etc. 

Achei todas no Youtube, em canais de meditação e yoga. Tinha tanta opção que fiquei até meio perdida. Escolhi com base no número de inscritos e visualizações do canal.

Algumas meditações eram áudio e vídeo, outras só áudio. Mas a ideia era só ouvir mesmo! Peguei o Ipad, pus o fone de ouvido e taca o play…

Nesta semana quero testar alguns aplicativos gratuitos que estão fazendo sucesso. Inclusive, você tem alguma indicação para me dar? 

O tempo de duração

Fiz meditação guiada de 10, 15 e 20 minutos. Estou preferindo as mais curtinhas, de no máximo 15 minutos. Pode ser que, com o tempo e a prática, eu mude de ideia e queira estender a duração. 

Agora, nesse começo, o mais importante para mim é manter a regularidade e meditar por pelo menos 10 minutos por dia. Já considero um desafio e tanto! rsrs

O segredo

Antes de começar o desafio, pensava que meditar era esvaziar a mente. Imaginava que fosse ficar 10 ou 20 minutos ali parada, sem pensar em nada. Na primeira sessão já entendi que esse milagre não vai acontecer.

A meditação não vai fazer com que eu pare de pensar. Os pensamentos vão continuar na minha cabeça, e não adianta lutar contra eles. Só preciso deixá-los ir, retomando o foco para o momento presente. O segredo é se concentrar na respiração.

Á medida em que me concentro nisso, vou respirando com mais consciência. Percebo que a minha respiração está mais lenta e profunda do que no início da sessão. Também me sinto mais relaxada. 

Agora é descobrir como faz para esse relaxamento permanecer na minha vida depois da sessão! Até agora, nada. rs 

Links meditação guiada 

Quer se desafiar também? Conheça o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve 

blog Meditação guiada: como foram os 10 primeiros dias do desafio

Você gosta da ideia de realizar desafios para criar novos hábitos? Hábitos que te ajudem a dedicar mais tempo e atenção à sua saúde mental/emocional e ao seu processo de autoconhecimento? Hábitos que tragam mais leveza, equilíbrio e simplicidade para o seu dia a dia e ajudem a reduzir a ansiedade, o estresse, a angústia? 

Se essa ideia faz sentido para você, quero que conheça o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve, o meu primeiro e-book. Nele reuni todo o passo a passo para você colocar 7 desafios em prática e cuidar da mente todos os dias. 

Além disso, compartilhei uma série de dicas e orientações levando em conta o que funcionou e não funcionou para mim quando experimentei cada desafio. Se você quer formar hábitos mais saudáveis para a mente, tá aí o seu ponto de partida!

Para comprar o e-book, é só clicar no link abaixo: 

→ Quero comprar o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve [R$ 34,90]

Fico por aqui desejando que o e-book desperte em você o desejo de melhorar a si mesmo para viver com mais leveza, equilíbrio e simplicidade. Bons desafios e conte comigo! 

[kkstarratings]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.