Onde eu queria estar

Onde eu queria estar

Tá vendo esse mar azul? É onde eu gostaria de estar agora. E não tenho esse  desejo porque tá um calor danado lá fora. Queria estar lá pra nem todo mundo me achar. Para me achar, seria preciso estar na mesma praia e nadar no mesmo mar. Ufa, eu estaria sozinha. Sozinha sem barulho, sem estímulos, sem competição, sem compromissos, sem hora pra nada. Eu estaria ali apenas sentindo a água gelada e o sol batendo no rosto. Não haveria mais ninguém. Eu estaria sozinha. Continue lendo

Redes sociais e saúde mental: desconectar é preciso?

Redes sociais e saúde mental: desconectar é preciso?

É fato que as redes sociais são uma mão na roda, principalmente no meu trabalho. Mas pessoalmente falando, elas já potencializaram a minha ansiedade várias vezes e já me fizeram cair na cilada da comparação por tantas outras. Já me fizeram errar caminhos, perder conversas e ficar parada dentro do elevador até perceber que não apertei o número do andar. Motivo? Distraída demais conversando no WhatsApp.   Por essas e outras ando me policiando cada vez mais para manter uma relação mais saudável com a tecnologia. E Continue lendo

6 conselhos de Jout Jout para uma vida mais leve [vídeos no Youtube]

6 conselhos de Jout Jout para uma vida mais leve [vídeos no Youtube]

É bem provável que você conheça a Jout Jout. Ela é youtuber e tem um canal com mais de 2 milhões de inscritos. Eu sei que esse número é só uma métrica de vaidade, mas por trás dele está uma pessoa engraçadíssima (hilária eu diria) que fala de coisas super importantes com leveza e humor. Sem passar do ponto. Eu vejo muito valor no trabalho dela e lamento não conseguir acompanhar o canal Jout Jout Prazer como eu gostaria. É tanta correria, tanto conteúdo para Continue lendo

A pergunta difícil: Como você se vê daqui a cinco anos?

A pergunta difícil: Como você se vê daqui a cinco anos?

Depois de um ano e meio trabalhando como frellancer, voltei à CLT no início deste ano. Mas antes do emprego, vieram os processos seletivos e, com eles, as entrevistas. Na maioria delas, a mesma pergunta: como você se vê daqui a cinco anos?  De praxe, né? Algum recrutador já deve ter te perguntado isso. Nenhuma novidade até aí, certo? E se a pergunta é clássica, a gente faz o que? Treina antes para chegar na entrevista com a resposta na ponta da língua. Eu bem que Continue lendo

Museu da Empatia? Sim, existe! Saiba como funciona

Museu da Empatia? Sim, existe! Saiba como funciona

Empatia. A gente ouve muito essa palavra, né? Mas será que não surge um ponto de interrogação na cabeça quando o assunto é colocá-la em prática? Será que a gente traz à tona esse sentimento nas nossas conversas e relações? Quem visita as exposições itinerantes do Museu da Empatia, nascido em Londres, tem essa oportunidade. Ficou curioso (a) para saber como funciona a experiência por lá? Pois eu te conto agora tudo o que pesquisei sobre o assunto!  Como surgiu a ideia? Tudo começou em Londres, em 2015. Continue lendo