Como foi a primeira semana do desafio O milagre da manhã

Na última quarta-feira, dia 24/10, publiquei um post contando que ia começar o desafio O milagre da manhã. Se você ainda não leu, clique aqui.

E para quem já está acompanhando, agora vem o balanço da primeira semana de desafio! Neste post vou contar em detalhes como foram os primeiros dias e compartilhar dicas e links que podem ajudar quem está no desafio junto comigo ou pretende começar. Bora lá! 

Na prática, como funcionou?

Nesta primeira semana, acordei 1h mais cedo do que o normal todos os dias, exceto aos sábados e domingos. A rotina matinal foi assim: levantar 6h, tomar café da manhã com calma, vestir a roupa de ginástica e começar as atividades do desafio. São elas: 

Todos os dias começava o “ritual” mais ou menos no mesmo horário, por volta das 6h30. Optei por começar pelo exercício físico, então o cafezinho era mais leve para não pesar. A atividade que escolhi fazer foi alongamentos (mais à frente eu explico por que!). 

Fazia uma aulinha no Youtube por uns 10 minutinhos, o que me deixava com muito mais energia e disposição. Depois passava para a meditação e fazia uma prática guiada no Youtube por uns 10 minutos também (vou compartilhar os vídeos mais adiante).

Aproveitando que eu já estava mais concentrada e relaxada, “emendava” a visualização ouvindo um mantra cantado. Tentava visualizar um dia tranquilo, produtivo e sem grandes imprevistos. Em seguida, declarava em voz alta a minha afirmação positiva:

Por fim, ficava um tempinho lendo e escrevendo. Lia algumas páginas de um livro (atualmente é “Zen para Distraídos”, da Monja Coen) e depois passava para a escrita terapêutica. O que seria isso? Simplesmente um registro por escrito do que estou sentindo ou pensando no momento. Pensamentos, emoções difíceis, preocupações, ideias etc etc etc…

Às vezes eu variava e aproveitava esse momento para escrever o planejamento do dia (lista de tarefas) ou para anotar as partes mais interessantes do livro. Eu já tenho o costume de fazer anotações enquanto eu leio, então quis “encaixar” isso no desafio, para otimizar o tempo. 

Ao todo, esse ritual matinal diário durava mais ou menos uma hora. Leve em consideração que eu fazia tudo com calma, sem ficar controlando o tempo de cada atividade ou me afobando para terminar. 

Como me senti no primeiro dia? 

via GIPHY

Com sono, muito sono! hahaha… Depois do almoço e no finalzinho da tarde senti os olhos ardendo, fora de brincadeira! Inclusive fui dormir mais cedo, por volta das 21h (durmo tarde normalmente). 

Por outro lado, terminei o dia com aquela sensação boa de que o dia rendeu e que eu consegui tempo para as coisas que me dão prazer – ler, praticar exercícios, meditar etc. Conclusão: valeu a pena acordar 1h mais cedo do que o normal e valerá no dia seguinte – fui dormir com esse pensamento.   

E como foram os dias seguintes

via GIPHY

De forma geral, não senti tanta dificuldade para acordar às 6h. Não é tããão cedo assim, né? Tem gente que, neste horário, já está saindo de casa para trabalhar. Falo por mim mesma, que já passei alguns anos saindo para o trabalho às 6h e pouco. Talvez isso tenha me ajudado a criar facilidade para acordar cedo.

Mas é claro que nem sempre é fácil, né? Nos dias 2 e 3, por exemplo, eu dormi mal à noite e acordei algumas vezes na madrugada. Quando o despertador tocou no dia seguinte, eu só quis saber de que? De fingir que NÃO estava na hora ainda. NÃO, NÃO, NÃO. 

No fim das contas acabei levantando, mas teria ignorado o alarme sem dó se eu tivesse dormido muito pouco ou quase nada à noite. Pularia o desafio sem culpa e voltaria a dormir. Uma hora a mais de sono faz muita diferença para quem teve uma noite mal dormida. 

E gente, é aquilo que eu disse no primeiro post: a ideia NÃO É se sacrificar e levantar a qualquer custo para cumprir o desafio. Necessidade nenhuma disso. O desafio não precisa ser algo sacrificante, que demande um esforço descomunal. Tem que ser algo BOM e VIÁVEL na nossa rotina.

Está valendo a pena acordar mais cedo? 

via GIPHY

SIMMMM, está valendo a pena até agora. Não estou achando a rotina matinal puxada e insustentável em longo prazo, pelo contrário, estou achando super viável e prazerosa. Talvez pelo fato de envolver atividades que eu já gostava e fazia antes (mas não fazia diariamente).  

Mas vamos ver nas próximas semanas como vai funcionar, né? Na segunda-feira (4/11), por exemplo, estaremos no primeiro dia útil após o início do horário de verão. Isso sim vai ser puxado! hahahah…Em vez de acordar às 6h da manhã, acordarei às 5h. E eu já te adianto uma coisa: não sei se vou dar conta! rs Não sei, não sei, não sei, mas darei notícias de tudo por aqui! 

A melhor atividade até agora 

Será que um dia ainda vou chegar nesse nível? hahah

Sem dúvidas é a parte do exercício físico. Nunca fui de me exercitar pela manhã, exceto aos fins de semana, quando saio para caminhar. Com o desafio, estou me exercitando logo depois do café da manhã (que precisa ser leve, no caso!).

E por que escolhi fazer alongamentos em vez de praticar uma atividade aeróbica? Porque eu já faço caminhada à noite regularmente e quis aproveitar o desafio para melhorar o meu alongamento.

Não tenho o costume de alongar e preciso criá-lo, seguindo recomendações médicas. E realmente preciso mesmo, não só porque o ortopetista recomendou, mas porque estou apanhando nas aulinhas do Youtube! hahaha… Sério!

Hoje eu tentei uma tal de “posição de arco” que eu vou te falar um negócio viu? NUUU!!! E a “cachorro olhando pra baixo”? Essa me deixou quase sem respirar! hahaha…Massssss seguirei firme com a prática, na esperança de evoluir cada dia um pouquinho! 

PS: no finalzinho do post vou indicar as aulas de alongamentos que fiz até agora, ok? Todas gratuitas no Youtube. 

Dicas para quem vai começar (ou já começou!) 

via GIPHY

1) Para mim, tem funcionado bem começar pelo exercício físico, porque me dá energia e disposição para as demais atividades. Sugiro que você faça o mesmo – comece pela atividade aeróbica. Levante, tome um café da manhã levinho, vista uma roupa de ginástica (ajuda demais a entrar no clima) e vá se exercitar.  

2) Você gosta de música? Se sim, experimente ouvir um mantra cantado durante a parte de visualização. Tem vários áudios gratuitos no Youtube! Dê uma pesquisada por lá ou acesse este post aqui para ver as minhas indicações. Dê essa chance, sério mesmo! Depois que eu ouço um mantra cantado, eu quase choro…Sinto uma energia tão boa, mas tão boa!  

3) Antes e durante as atividades, evite olhar as notificações do celular, conferir os e-mails que chegaram na sua caixa de entrada, ler as notícias na internet…Assim você evita distrações e se concentra na sua rotina matinal, para aproveitá-la ao máximo. 

4) Por último, vou reforçar novamente: você pode e deve personalizar o desafio de acordo com os seus interesses, objetivos e estilo de vida. Torne essa rotina viável para você. As atividades não podem ser sinônimo de sobrecarga ou obrigação. Você também não precisa ficar se sentindo incapaz e indisciplinado (a), caso não consiga levar o desafio adiante. Às vezes não é o momento para isso e tudo bem!   

 Vídeos de alongamentos no Youtube 

Sugiro começar por aqui, caso você esteja “enferrujada (o)” como eu. Os alongamentos são mais básicos e bem tranquilos de fazer (pelo menos eu achei). Quem conduz o exercício é a professora Dani, que por sinal achei muito simpática. “Tá tudo bem? Então vamos para o próximo!”. Adoro quando ela fala isso! 

Esse é o que eu mais gostei até agora, apesar da narração ser terrível. É até engraçado de tão terrível…Só assistindo para você entender! rs Mas os exercícios em si são ótimos. Alguns achei mais difíceis e não consegui fazer, mas é assim mesmo, né? Estou começando….

Esse é para quem está começando do zero mesmo. Tem alongamentos em pé e sentada – eu gosto de intercalar os dois. Só acho que a Jubaloo, professora, faz tudo muito rápido! Resultado: não consigo acompanhar e preciso pausar o vídeo toda hora! Aí acaba não sendo tãão legal…

Áudios de meditação guiada

Eu já vinha fazendo essa prática antes do desafio começar, então resolvi continuar com ela por mais um tempo. Não que seja uma regra fazer a mesma todos os dias; dependendo do momento e do dia, nada mal variar. Mas, de forma geral, faço meditação guiada, porque sou iniciante na prática e ainda prefiro ter alguém me conduzindo. 

Também gosto muito dessa e fiz algumas vezes nesta primeira semana. Super recomendo viu ansiosos de plantão? rs Já até indiquei a prática neste post das 4 melhores meditações para ansiedade do momento. Uma das coisas que eu gosto é o sonzinho de água corrente ao fundo, que me ajuda a relaxar. 

Mantras cantados 

Sem dúvidas é o meu preferido, aliás, é o que mais me emociona SEMPRE. Lindo, lindo, lindo. É até engraçado me ver falando isso, porque antes de conhecer os mantras cantados eu achava super esquisito esse negócio de recitar mantras. Meio new age demais, sabe?

Mas agora…..ah, agora eu até choro ouvindo! Juro! Um dia desses cheguei a pensar que seria muito feliz sendo cantora de mantras. Graças a Deus o desejo passou, porque a minha voz não me dá a menor chance! hahah…

Gosto muito desse também, por conta do clipe gravado pela Awaken Love Band. Me dá uma paz ver a banda naquela praia. Vontade de estar lá tocando algum instrumento. Hahaha…

Nessa hora você pensa: “meu Deus, Marcela virou a louca dos mantras!!!”. Mas é que eu amo música, então me empolgo mesmo! rs 

O desafio continua 

via GIPHY

Simmmm! Seguirei com o desafio de segunda a sexta-feira até completar 30 dias. Se você quiser acompanhar, é só se inscrever na lista do Seja Leve que eu te aviso por e-mail quando publicar novos posts. Você também pode seguir o Instagram do Blog Seja Leve, onde conto tudo sobre o desafio.  

Quer se desafiar também? Conheça o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve 

 

Você gosta da ideia de realizar desafios para criar novos hábitos? Hábitos que te ajudem a dedicar mais tempo e atenção à sua saúde mental/emocional e ao seu processo de autoconhecimento? Hábitos que tragam mais leveza, equilíbrio e simplicidade para o seu dia a dia e ajudem a reduzir a ansiedade, o estresse, a angústia? 

Se essa ideia faz sentido para você, quero que conheça o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve, que reúne o passo a passo para você colocar 7 desafios em prática ao longo do ano e cuidar da mente todos os dias. 

Além disso, compartilhei uma série de dicas e orientações levando em conta o que funcionou e não funcionou para mim quando experimentei cada desafio. Se você quer formar hábitos mais saudáveis para a mente, tá aí o seu ponto de partida!

Para comprar o e-book, é só clicar no link abaixo: 

→ Quero comprar o Guia Prático Para Uma Vida Mais Leve [R$ 34,90]

[kkstarratings]

2 Comentários


  1. Pensando seriamente em começar esse desafio, viu.. Criar esse hábito.
    Tenho a mesma dificuldade que você tinha, pouco tempo no início da manhã pra yoga, café, banho, etc… Quem sabe animo, hein?
    Ah, obrigada por recomendar meu vídeo de meditação! =)
    Beijos

    Responder

    1. Devia ter começado cmg, isso simmm…mas começa mesmo Ju, pelo menos tenta!!! eu lembro que a gente até conversou e eu te falei que acharia difícil o 5amclub, mas o Milagre da Manhã tá super viável na rotina…eu acordo de 30min a 1h mais cedo, não é tão difícil assim não. Começa isso aí!

      Responder

Deixe o seu comentário