Instagram e a campanha #RealConvo sobre saúde mental

Crédito: @cmbringle

Não é de hoje que o Instagram vem se movimentando para gerar conversas sobre saúde mental entre seus usuários (lê-se: mais de 1 bilhão de pessoas no mundo!).

Em março de 2019, por exemplo, a rede social anunciou uma nova função no aplicativo e na versão web. A ideia é oferecer ajuda para quem pesquisa por palavras ou tags como ansiedade e depressão na plataforma. 

Agora mais um passo foi dado. No início de maio, o Instagram lançou a campanha #RealConvo, em parceria com a America Foundation for Suicide Prevention (AFSP).

Lá nos Estados Unidos esse mês é dedicado à conscientização sobre saúde mental, daí a ideia de levantar a bola sobre o assunto. E que bela levantada de bola, diga-se de passagem! Deixa eu te contar por que…

Conversas reais no Instagram 

Ter um #RealConvo sobre saúde mental pode mudar vidas“. Com essa mensagem, a campanha pretende incentivar as pessoas a serem mais abertas e honestas no Instagram. Isso significa postar a vida real, aquilo que acontece nos bastidores, o que está por trás dos filtros e das fotos felizes. 

“Ao nos abrirmos para ter conversas reais sobre saúde mental, somos capazes de nos conectar em um nível mais profundo àqueles em nossas vidas. Há tanta pressão nas mídias sociais, especialmente para sermos perfeitos, vivermos esta vida perfeita.

Ninguém pode alcançar esse tipo de perfeição. Ao conversar sobre as lutas que todos enfrentamos, podemos fazer com que os outros não se sintam sozinhos em suas perfeitas imperfeições”. (Dra. Christine Moutier, diretora médica da AFSP, em entrevista à Teen Vogue). 

Os participantes da campanha

Nove criadores de conteúdo no Instagram foram convidados para publicar um vídeo e uma dica #RealConvo sobre saúde mental no perfil da AFSP, à frente da iniciativa junto com o Instagram. 

Todos são conhecidos na rede social por manterem conversas autênticas e abertas sobre o assunto na rede social.

Um deles, por exemplo, é o dançarino Donté Colley, que mantém mais de 600.000 seguidores na plataforma. Ele é canadense, tem 21 anos e ganhou visibilidade com seus vídeos de dança motivacional cheio de emojis e mensagens positivas.

Na campanha #RealConvo, a dica dele foi não se comparar com os outros, porque cada um tem o seu próprio caminho. Ta aí algo importante de se lembrar né? Quem aí não tem mania de comparação

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Meet Donte @Donte.Colley, a 21-year old who shares creative, uplifting dance videos to inspire positive mental health. Donte’s #RealConvo tip? “Don’t compare yourself to someone else because you’re so unique in your own way — and no one else can replicate that.” • Having a #RealConvo about mental health can change lives. That’s why this #MentalHealthAwareness Month, we’ve teamed up with @instagram to highlight inspiring creators and community leaders who are champions of having real, authentic conversations on mental health. Today, we’ll be filling your Feed with their stories — with videos of them sharing tips on how to be true to who you are, find community both on and offline, and how they prioritize their well-being in the age of social media. • 🎥: @caseymcperry

Uma publicação compartilhada por AFSP (@afspnational) em

Outra participante foi a estudante Jazmine Alcon, de 19 anos, da Universidade de Rutgers, em Nova Jersey (EUA).

Ela é fundadora da revista Risen Zine, voltada para adolescentes interessados em discutir questões ligadas à justiça social e à capacitação de jovens. Assista ao vídeo abaixo (em inglês) para conhecê-la: 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Meet Jazmine (@pettyofcolor). Jazmine is a 19-year-old student at Rutgers University pursuing a degree in public health. She’s the founder of Risen Zine, a magazine made by teens for teens interested in and passionate about social justice issues and youth empowerment. She believes that building communities and being willing to have difficult — but real —conversations is the key to creating change. • Jazmine’s #RealConvo tip: “Sometimes the answer is not optimism.” • Having a #RealConvo about mental health can change lives. That’s why this #MentalHealthAwareness Month, we’ve teamed up with @instagram to highlight inspiring creators and community leaders who are champions of having real, authentic conversations on mental health. Today, we’ll be filling your Feed with their stories — with videos of them sharing tips on how to be true to who you are, find community both on and offline, and how they prioritize their well-being in the age of social media. • 🎥: @caseymcperry

Uma publicação compartilhada por AFSP (@afspnational) em

→ Para assistir a outros vídeos da campanha, acesse o perfil da AFSP. 

O Mês da Conscientização sobre Saúde Mental 

Crédito: @laurajaneililustrations

Mental Health America (MHA) é uma ONG conhecida por desenvolver uma série de programas e iniciativas para promover a saúde mental entre os americanos.

Por ser uma referência neste assunto, a MHA promove anualmente, em maio, o mês de conscientização sobre saúde mental.

A data é comemorada há mais de 70 anos nos Estados Unidos e é beeeem tradicional por lá. Entre as ações de conscientização, estão campanhas de mídia, “kit de ferramentas” e eventos locais organizados com o apoio de parceiros.

Uma das iniciativas é justamente a campanha #RealConvo do Instagram e da America Foundation for Suicide Prevention (AFSP). 

Qualquer pessoa pode divulgá-la nas redes sociais, publicando um #RealConvo sobre saúde mental e incentivando seus seguidores a fazerem o mesmo. 

No site da AFSP há uma série de materiais de mídia disponibilizados gratuitamente para download. Eu me apaixonei por essas ilustrações aqui, olha. Uma mais linda que a outra! Duas delas eu trouxe para ilustrar o post, com os devidos créditos, é claro. 🙂 

Burger King engajado

Uma das empresas que se mobilizaram em 2019 foi o Burger King. A marca veiculou uma campanha que deu o que falar nas redes sociais. 

Mas também pudera… A sacada foi genial! O Burger King lançou a “Real Meals”, sua versão do Mc Lanche Feliz, do concorrente Mc DonaldsA ideia era mostrar que ninguém é feliz o tempo todo e tudo bem.

Para passar essa mensagem, a marca lançou cinco combos de sanduíche, refrigerante e batata frita; cada um associado a um estado emocional: 

  • Pissed Meal, para quem está bravo;
  • Blue Meal, para os tristes;
  • Salty Meal, para quem está meio amargo;
  • YAAAS Meal, para quem está animado;
  • DGAF Meal, para quem quer ligar o f**a-se.

A novidade foi lançada temporariamente nas lojas de Austin, Seattle, Miami, Los Angeles e Nova York.

Nas redes sociais, a ação foi divulgada com a hashtag #FeelYourWay e a publicação do vídeo abaixo (em inglês)

E aqui no Brasil?

Crédito: Zenklub

Aqui na terrinha o Janeiro Branco e o Setembro Amarelo são duas campanhas que se destacam. A primeira é voltada para a saúde mental e o bem-estar, a segunda para a prevenção ao suicídio.

O Setembro Amarelo, inclusive, já foi assunto no blog Seja Leve. Em 2018 escrevi um post contando sobre o envolvimento do Twitter, Spotify e Facebook na campanha do ano passado.

Além disso, falei sobre os índices de suicídio no mundo e no Brasil, as estratégias de prevenção da OMS e do Ministério da Saúde e a importância do Setembro Amarelo neste contexto

Também já falei neste post sobre o CVV, que toca um trabalho pra lá de importante na prevenção ao suicídio no Brasil.

Além desse texto explicando como a instituição funciona, fiz essa entrevista aqui com a Adriana Rizzo, voluntária do CVV há 19 anos. Na nossa conversa, ela contou um pouquinho como os voluntários atuam e quem normalmente procura ajuda. 

Instagram: a rede social mais nociva à saúde mental?

As redes sociais são mais viciantes do que álcool e cigarro. Isso foi o que apontou a pesquisa #StatusOfMind, publicada em 2017 pela Royal Society for Public Health, em parceria com o Movimento de Saúde Jovem

O estudo teve o intuito de avaliar os efeitos positivos e negativos das mídias sociais na saúde de jovens entre 14 e 24 anos no Reino Unido.

O resultado não foi nada animador para os fãs do Instagram: junto com o Snapchat, a rede social foi considerada a pior para a saúde mental e o bem-estar dos entrevistados.

Outra conclusão foi que as mídias sociais, de forma geral, estão relacionadas com o aumento das taxas de ansiedade, depressão e falta de sono. 

Confesso que não fiquei nem um pouco surpresa, viu leitor (a) querido (a)? O Instagram é a rede social que eu menos gosto e uso, pessoalmente falando.

Para mim, é um mundo de faz de conta onde a maioria das pessoas só mostra a sua melhor versão. E aí a gente fica achando que todo mundo está na melhor, está dando certo na vida, e a gente aqui parado…Essa é a sensação! 

Bem, se você quiser mais detalhes sobre a pesquisa, assista ao vídeo abaixo ou acesse o PDF no link a seguir:

→ Pesquisa na íntegra: status-of-mind-2017

Falando em Reino Unido….

Entre 13 e 19 de maio é comemorada a Semana de Conscientização sobre Saúde Mental no Reino Unido. E sabe quem é super engajado nesta causa? Os príncipes William e Harry, junto com Kate Middleton e Meghan Markle. 

Em 2018, por exemplo, eles se envolveram na ação #MentalHealthMinute (Minuto da Saúde Mental), que teve a participação de ninguém menos do que Lady Gaga (maravilhosaaaa!).

Em 2019, a nova geração da família real britânica também vai apoiar a Semana de Conscientização sobre Saúde Mental. Recentemente, inclusive, Harry e Meghan causaram o maior burburinho ao deixarem de seguir seus familiares no Instagram. 

Mas a atitude foi por uma boa causa: o casal passou a seguir apenas perfis que trabalham com conscientização sobre saúde mental, justamente para chamar a atenção para o tema. 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

May is Mental Health Awareness Month in the US and May 13-19 is Mental Health Awareness Week in the UK. To pay tribute to all of the incredible work people across the globe are doing in this space, we are hoping to shine a light on several Instagram accounts that promote mental well-being, mental fitness, body positivity, self-care, and the importance of human connection – to not just hear each other, but to listen. There are countless organisations doing amazing work for mental health – please consider the accounts we’ve highlighted as a small snapshot of this global support network. We are all in this together. We invite you to explore the extraordinary stories of strength, and the commitment to kindness as seen in the above accounts. Each month we will honour this same concept and change the accounts we solely follow based on a different theme or cause. Please go to our homepage and click “following” to see each of the select accounts and find out more about their work. Please note: Images shared are from some of the handles we are now following

Uma publicação compartilhada por The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) em

Além de apoiarem campanhas pontuais, William, Harry, Kate e Meghan desenvolvem um trabalho permanente voltado para a saúde mental. 

À frente dos programas e iniciativas está a The Royal Foundation, organização sem fins lucrativos que concentra o trabalho filantrópico da família real britânica. Para saber mais, dá uma lida neste post aqui. 

Fim de post e hora de saber: qual a sua opinião sobre Instagram e saúde mental? E o que você achou da campanha #RealConvo? Deixe o seu comentário e participe dessa conversa! 

[kkstarratings]

Deixe o seu comentário